quarta-feira, março 01, 2006

 

Carnaval, a churrascaria dos loucos.


Volto a este canto de lamentações, histórias verídicas e devaneios; depois de uma merecida maratona carnal.

Não consigo diferenciar os dias de festas, blocos, muita carne e quase nenhum sono. Esta tudo arquivado num mesmo diretório mental, Carnaval. O mesmo tb não tem data, tipo "carnaval '06" pois sei que esse esforço é em vão, mais cedo ou mais tarde todas essas memórias acabam indo para duas pastas, independente do esforço.

Carnaval ou Onde/Quando-foi-que-fiz-isso?

Todo ano agradeço o fato de ter crescido carioca, pois embora seja cidadão europeu por nascimento, sou carioca da gema, criado e calejado com o melhor e pior que o Rio tem a oferecer. Do Lote 15, Belford e Padre Miguel a Praia de Ipanema e zona sul em geral.

Mas enfim...

Vou aproveitar pra escrever algumas coisas que aconteceram comigo nessa festa carnal, antes que esqueça. Se bem que isso será uma tarefa um tanto trabalhosa, pois como já disse, esta tudo num mesmo diretório.

Não lembro de ter dormido nenhum dia, embora saiba que isso é bastante improvável.
Lembro de vários lampejos. Alguns bons, outros engraçados, outros bizarros.

Lampejos carnavalescos.

Saí de casa na sexta de carnaval vestindo uma bermuda azul, sunga vermelha, havaianas e uma camisa regata.
Só Voltei hj, 4ª feira, com uma roupa totalmente diferente, aparentemente só as Havaianas são as mesmas.

Pelo menos essa é a impressão que tive ao acordar na minha cama, ainda bêbado, nú e com roupas que nunca vi jogadas pelo chão.
Perguntei pro Velho Xicó, porteiro de longa data do prédio onde moro, pelo interfone, se por acaso ele tinha me visto no prédio algum dia.

Sorrindo Velho Xicó disse que hj era o primeiro dia que volto pra casa desde o começo da churrascaria. E me congratulou, "Parabéns viu Doutor, o senhor se superou desta vez"

Curioso, como sempre, pergunto intrigado.
"Parebéns por que Seu Xicó?"
"Ha ha ha ha. Pelo o que ouvir dizer o senhor estava em todas, sem contar as suas "amigas" que chegaram com o Sr. hj"


"Amigas, Seu Xixó?"
"Ih... hahaha!"

Intrigado mais uma vez em menos de dois minutos, desligo o interfone e começo a voltar pro quarto.

No caminho, vejo Biquinis, saias, minha Havaiana, confete...

Tenho visões...

Eu sendo praticamente abusado sexualmente, por uma freira. (Penso ... Carmelitas)

Agora sendo cantado por um traveco, que por um segundo esqueceu do Alemão com quem estava abraçado, pra me chamar de gostoso. (penso ... Copa)

Outra freira, desta vez uma ruiva. (penso ... Carmelitas, só não sei qual dia)

Vejo um carimbo na mão. (penso ... festa)
Vejo uma pulseira no mesmo punho (penso... outra festa?)

...

Quando estou prestes a entrar no meu quarto mais uma vez, vejo um apito, mais roupa feminina...

Olho pra minha cama e vejo uma loira de uns 1,80 m dormindo abraçada com a sua versão de 1,60 m.

...Mais lampejos

Europeia, duas, por isso o biquini, uma com o cabelo todo colorido (penso... Rave ou Charanga 3d)

Sorridente... vou até a cama acordar "as visitas" prum café da tarde.

...

Enquanto levo as loiras à cozinha, toca o telefone.

"'Funcio, é vc meu amor?"

confuso, não sabendo de onde conhecia aquela voz suave respondo,
"Eu."

"É a Regina. O que que eu faço com a sua roupa, levo ai ou vc vem buscar?"

Sorridente... Anoto o endereço, desligo o telefone e vou dar atenção as minhas "visitas".


Adoro Carnaval!

Comments:
safado... acabei de queimar suas roupas!!
 
:)
"É carnaval... o Carmelitas abre as portas da folia"
 
Grande Pafúncio!

Ano que vem quero ver você ir pro Carnacássia! Hahaha...
 
entendi entendi!!
 
Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?




super annuation
super annuation Counter