domingo, fevereiro 19, 2006

 

Vira-latas-quentes, tio Rubens, 'Falda, eu e o andergraudi

Um belo dia estava junto com Mafalda tomando uns choppinho e uns camarão na praia de Ipanema (afinal ninguem é de ferro, melhor dizendo, como já disse antes, só o homem de lata)

...conversa vai, conversa vem...
...bundas vão, peitos vem...
acabamos encontrando com nosso amigo Lobão. Tomamos mais uns chopp etc tal.
Nosso amigo Lobo acabou nos convidando pra fazer parte da equipe editorial de sua revista "Outracoisa".

Vc deve estar se perguntando o que esses dois tem haver com essa revista
andergraudi do Lobo?

Pois bem, isso me leva a mais uma historia curiosa da Mafalda e minha.

...

Um belo dia estavamos numa festa de criança, 'Falda e eu. Era aniversàrio de um amiguinho do sobrinho da 'Falda e como não consigo dizer não a cachorro-quente, brigadeiro, cajuzinho, docinho de coco... me inclui no programa, que passou a ser pseudofamiliar...

Eis que no meio da gritaria criancistica e da comelança de guloseimas, algo estranho chamou a atenção de 'Falda.

A música.

'Falda ouviu algo que até então nem um ser humano no planeta tinha percebido. Percebeu um certo "Q" de mensagem subliminar na canção que estava tocando.

Quase morri engasgado com o meu mini vira-lata-quente quando ela disse o que tinha percebido... pois a música era nada mais que Xuxa "Arco-iris".
Tive um curto ataque de risos até levar um tapa e uma olhada demoniaca, de quem esta falando serio, da 'Falda.

Pois bem, o que era pra ser uma tarde de guloseimas acabava de se tornar numa jornada pelo desconhecido.

Largamos a festa pra lá, levando alguns mantimentos é claro, e fomos pesquisar o assunto a sério.
Fomos até o pc mais próximo e pedimos a ajuda do "Deus Google", pois Este sim, vê e sabe de tudo que acontece no planeta.

Achamos a letra de "arco-íris" e começamos a disseca-la e interpreta-la com a ajuda do Tio Rubens (um hippie eterno, ex-morador de comunidade, ex-amigo de Tim Leary, ex-namorado da Sra Lee e muito mais).

Depois de vários vira-latas-quentes e de uma overdose de guaraná chegamos a uma assombrosa conclusão.

Veja com seus proprios olhos...


Xuxa - Arco-íris


Vou pintar um arco-íris de energia
Pra deixar o mundo cheio de alegria
Se ta feio ou dividido
Vai ficar tão colorido
O que vale nesta vida é ser feliz
Com o azul eu vou pedir tranqüilidade
O laranja tem sabor de amizade
Com o verde eu tenho esperança
Que existe em qualquer criança
E enfeitar o céu nas cores do amor
No amarelo um sorriso
Pra iluminar feito o sol tem o seu lugar
Brilha dentro da gente
Violeta mais uma cor que já vai chegar
O vermelho pra completar meu arco-íris no ar

Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Eô, eô, eô, eô, eô eô...

No amarelo um sorriso
Pra iluminar feito o sol tem o seu lugar
Brilha dentro da gente
Violeta mais uma cor que já vai chegar
O vermelho pra completar meu arco-íris no ar

Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Eô, eô, eô, eô, eô eô...

Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia...

...............................


Como sabemos que esta mensagem é ultra-subliminar iremos fazer um passo-a-passo para facilitar o seu cérebro.

Como diria Jack o estripador, vamos por partes.

"Vou pintar um arco-íris de energia
Pra deixar o mundo cheio de alegria"

na verdade quer dizer...
que a Xuxa era contra a politica de energia adotada pelo governo e temia pela economia nacional.

"Se ta feio ou dividido
Vai ficar tão colorido
"
Na verdade é...
um protesto contra a guerra fria e ao muro de Berlin e alerta para o efeito colateral que isso causará.

"O que vale nesta vida é ser feliz
Com o azul eu vou pedir tranqüilidade
O laranja tem sabor de amizade
Com o verde eu tenho esperança
Que existe em qualquer criança
E enfeitar o céu nas cores do amor
No amarelo um sorriso
Pra iluminar feito o sol tem o seu lugar
Brilha dentro da gente
Violeta mais uma cor que já vai chegar
O vermelho pra completar meu arco-íris no ar
"

é na verdade...
Uma incitação para passeata pacífica onde teriamos smurfs, trabalhadores da comlurb, eco-chatos e pessoas que desaprovam do estilo de vida de Michael Jackson... sem deixar de mencionar tambem o seu descontentamento com a saúde bucal do povo brasileiro e dizer mais uma vez que é contra a politica adotada pelo ministério de Minas e Energia e que temia por um possível apagão...
... o mais surpreendente é que Xuxa já sabia da chegada do terceiro sexo, da revolução gay e tentou nos dizer, mas nao demos ouvidos a Rainha... Ah... isso sem esquecer que ela termina o verso fazendo uma citação ao "Comando Vermelho"

Segunda estrofe...


"Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Toda cor tem sim
Uma luz uma certa magia
Toda cor tem sim
Emoções em forma de poesia
Eô, eô, eô, eô, eô eô...
"

A Rainha quiz dizer...

Ela prega o fim do racismo usando uma técnica de repetição muito usada por pastores das igrejas evangelicas hoje em dia e que tb foi muito usado por um ex-ministro de propaganda, Joseph Goebbels.
No entanto para leigos parece que ela simplismente se perdeu no Vale do Eco.
A Rainha termina mais uma vez fazendo citação ao "Comando Vermelho" pois pra quem sabe ler um pingo é letra "Eô, eô, eô, eô, eô eô... (Vermelhoooo!!!)"

Próximas estrofes...

Ela apenas repete o mesmo discurso em doses homeopáticas. Facilitando assim a fixação de sua mensagem ultra-subliminar.

...

Durante o nosso trabalho de dissecação e interpretação ficamos sabendo através do Tio Rubens que a Rainha de fato fez parte de um grupo seleto e secreto de artistas, pensadores e filosofos, formando uma sociedade secreta, que era contra a ditadura e a censura.

Aparentemente essa sociedade viu na Rainha o candidato perfeito para formular e moldar a próxima geração de pensadores e contestadores do sistema.

Tais teorias proposta por 'Falda pelo minha pessoa e pelo Tio Rubens nunca foram confirmadas nem negadas.

No entanto desde então, somos tratados como ícones no mundo andergraudi brasileiro e de toda America Latina, pois afinal não há nada mais andergraudi do que ser andergraudi num pais perto do fundo do poço quanto o Brazsil.
Mais "Ander" que isso só qualquer africano ou o diabo.

Ha!

quarta-feira, fevereiro 15, 2006

 

Lindo. Eu e Havaí

...

Nado desde criança, graças a bronquite e recomendação médica. Quando moleque detestava nadar no inverno. Água fria, ninguém na piscina, só eu e o professor. É claro que isso foi antes da brilhante invenção do aquecimento de piscinas, afinal não se pode vencer sempre.

...

Pois é, essa lembrança me veio a cabeça enquanto estava arrumando algumas coisas lá em casa... de repente encontrei a mesma mala que usei na minha primeira viagem ao Havaí. Comecei a relembrar como foi maravilhosa a minha primeira passagem pelo arquipelago Havaiano.

Estava quase terminando a minha primeira faculdade, de férias e com algum dinheiro no bolso. Tinha uma namorada, muito linda por sinal, que nunca tinha ido ao Havai e que viu no fato de estarmos de férias a oportunidade perfeita para viajarmos.

...

Peguei parte do dinheiro que tinha ganho como modelo fotográfico, naquelas férias mesmo, comprei duas passagens, na classe econômica mas esse "problema" foi rapidamente resolvido...
Enquanto esperávamos para embarcar, minha namorada não pode deixar de perceber os constantes olhares de soslaio da atendente em minha direção. Ela então me convenceu a encenar uma briga, por outra razão qualquer, e usar o meu charme e sensualidade para conseguir um upgrade dos "pobres" para a "classe média" do avião.
Devidamente upgradiado e com um número de telefone no bolso, e sem causar desconfiança da minha gata nem por um segundo, embarcamos.

(Ha!)

Passamos parte do vôo conversando com uma senhora muito simpática que não cansava de repetir que nós éramos o casal mais lindo que ela já tinha visto em toda sua vida...
(o que não duvido que seja verdade)

... conversa vai, conversa vem, a velinha pergunta se já temos lugar onde ficar na ilha. Eis que por obra do acaso, esta mesma velhinha simpática é dona de um Hotel e faz questão que fiquemos hospedados lá.
Meio sem graça, tento explicar que somos estudantes e que todo o dinheiro que temos foi fruto de algumas sessões de fotos (de ambos) e que não seriamos capazes de tal "luxo". Afinal prentendíamos passar algum tempo no Havaí.
Foi então que a Velhinha fez uma oferta "insuportável".
Disse que pagaríamos o exato valor que iríamos pagar a uma pousada ou camping e que o resto seria por sua conta, ou seja, por conta da casa. Afinal isso era o mínimo que poderia fazer por um casal tão belo.
(obs necessária - Não é atoa que adoro ser lindo)

Mas enfim... vou tentar resumir essa história antes que fique muito longa.

Passamos um período maravilhoso no Havai.
O que era pra ser um mês virou três.
Conseguimos alguns trabalhos fotográficos; aprendemos a mergulhar; Conheci o Ironman; consegui um trabalho muito legal como "camera man" de um então cinestra desconhecido, Jack Johnson, que fazia seu primeiro filme de surf.

...

Podemos dizer então que a minha temporada no Havaí foi perfeita, certo?
Errado.

Tudo bem, que o lugar é maravilhoso...
...aprendi a mergulhar...
...foi dali que começou a minha curiosidade por tubarões...
...fiz amizade com Jaca (para vcs mortais, Jack Johnson)...
etc.

Mas tb foi lá onde perdi meu lindo amor... para um sheik árabe, que a seduziu com diamantes e poços de petróleo...

Resumo do Havaí... queimado de praia, voltei com mais dinheiro do que fui, com várias histórias pra contar, com um amigo novo no histórico, com o tema da minha monografia resolvido (Tubarões) e solo, na pista, solteiro.

Mas o acaso, mais uma vez, fez questão de me ajudar.

Não é que estava vestindo a mesma bermuda que vesti no dia do embarque quando voltei ao Rio. E que em seu bolso ainda estava o número da atendente.

H@!
O acaso é meu amigo rapa. Se liga.

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

 

Adote uma bala (perdida) vc tb!

Assim como a grande civilização Maia, a Rio de Janeiro, cidade maravilhosa na qual resido desde que terminei o meu doutorado no Chipre, tem se comportado muito bem.

Não tem usado mais o residuo da faxina celeste, tb conhecida mundialmente como agua de chuva, para brincar com seu amiguinho Saci, com quem tem o habito "moleque" de aprontar. A Mocinha foi tão comportada que ganhou os parabéns do seu "tutor", por não ter causado nenhum transtorno durante o último temporal.

Sem entrar em bravatas políticas... (por que sempre as ganho. Já ficou sem graça)
Foi nesse espirito Micareteiro de natal que surgiu a idéia para a minha primeira ONG em solo carioca.

A princípio era pra ser só uma campanha publicitária, mas depois pensei...

"Por que não fazer uma ONG?
Na pior das hipóteses posso usá-la pra lavar dinheiro, como tantos fazem por aí."

Mas enfim...

O Slogan da ONG é:
"Adote uma bala vc tb!"

Pois como todos sabem, ou pelo menos deveriam, a Rio de Janeiro sofre desse mal já a algum tempo. E até agora ninguém tinha resolvido o problema.

( OBS necessário - Já pensou se fosse possível me clonar? O mundo seria muito melhor com vários "eus" pelo globo)

Pois é.
A solução é tão simples que chega a dar nervoso.

Se todos adotarem uma bala perdida, elas não irão mais se perder por aí...
terão uma familia...
alguém com que conversar...
e não irão mais machucar pessoas inocentes.

Vcs tem que entender que elas não o fazem por mal. Elas apenas querem ser felizes...
querem ser bala pois isso é tudo que elas acreditam poder ser.

O que é extremamente erronio, pois acredito que elas
podem ser uma parcela contribuidora importante da sociedade, se nós a dermos uma chance.

Quem sabe assim, um dia, uma bala possa ir a faculdade e quem sabe até ser tão estudada quanto eu.

Tudo que temos que fazer é lhes dar carinho, atenção, estrutura familiar e educação.
Assim quem sabe um dia teremos uma nação sem balas perdidas e sim com balas estudadas e bem amadas.

Então...
Pense positivo e faça a sua parte.
"Adote uma bala!"

domingo, fevereiro 05, 2006

 

Entrevista com o visitante 99

Sua graça?

Carlos Jose Batista.

Qtas Primaveras?

43

Sua lida?

Sou ajudante de Chef (de conzinha, obvio - risos.) no Copacabana Palace.

Local de residencia?

Mato Alto. (onde é isso?? - mais risos ) Poucos acreditam mas Mato alto não é só um corredor, um lugar "de passagem" que nem São conrado por exemplo. Fica ali em Jacacity


Casado? Já passou seus gens adiante? Tem prole?

Sim e
Sim. Tenho cinco filhos.

Como ficou sabendo da feira? Pretende ser um frequentador assiduo?

É uma longa historia, mas digamos que foi atraves da Mafalda (indiretamente).
Sim, gostei muito do que "vi"

Como se sente, sabendo que terá seu nome eternizado como Visitante 99 ??


Feliz. Agora faço parte da historia de uma coisa que considero especial na minha vida; a feira.

Quais são seus planos para o futuro, Visitante 99 ?

Almejo abrir meu proprio restaurante.

Pois bem. Nós da feira agradecemos vc por ter nos cedido essa entrevista e a partir de hj, vc, será parte de nossas vidas para sempre. Sem motejo.




Esta entrevista é parte de uma conversa entre Visitante 99, vulgo Carlos José Batista, Mafalda e Pafuncio e foi estenografada por um estagiário.

sábado, fevereiro 04, 2006

 

Eu, Pafu e Zumbi!!!

Primeiramente gostaria de deixar registrado que estou honradíssima de escrever no blog do meu digníssimo, ganhador de tantos prêmios, amigo Pafuncio. Adorei ser convidada para fazer parte oficialmente dessa feira. Até porque esta xepa não possui aquele cheiro de peixe podre e fruta velha.

Então, Pafu, que difícil foi nos conhecermos não é mesmo?! Só Deus sabe como!!!
Tantos encontros e desencontros, mas enfim nos conhecemos.

Lembro-me de alguns poucos momentos, ou melhor, me lembro exatamente de dois deles.

O primeiro foi numa degustação de vinhos, onde eu estava, é claro, a trabalho. Minha presença nesse tipo de evento sempre foi de muita importância, mamãe sempre dizia que desde pequena já degustava como uma somelier, leite, achocolatados, sucos e outras bebidas infantis.

Bom, voltando a história,
lá estava eu, degustando os vinhos e não pude deixar de perceber um burburinho a respeito de alguém, não era um burburinho qualquer, era O burburinho. O nome que rolava na boca do povo era um tanto quanto ,vamos dizer, exótico, um pouco depois fui descobrir que o nome do burburinho era Pafuncio,mas sinceramente, entre saber quem era e continuar provando aquelas maravilhas, preferi continuar na minha orgia alcoólica.


Depois de muito tempo , quando me lembrei de procurar quem era o bendito Pafuncio, a ressaca já habitava em meu ser.

Numa segunda vez, totalmente ao acaso, fui acompanhar um amigo de criticas ao aeroporto, este ia cobrir uma matéria que falava a respeito de um sujeito que tinha ido receber o premio Nobel sei lá porque e que tinha bebido umas e outras , acabou trocando alhos por bugalhos e acabou sendo preso por dois dias.

No final das contas, o tal sujeito não apareceu, ele tinha sido escalado para dar uma mãozinha aos amigos que iam tocar na Alemanha, num tal de Bizarre Festival e ele resolveu ficar por lá mesmo.
Meu amigo sabendo da real situação, que sua matéria estava perdida, correu aqui e ali e conseguiu colher algumas informações a respeito do tal.E para o meu espanto, qual era o nome do carinha?! Pafuncio!!!

MEU DEUS,
pensei eu, não seria possível existir duas pessoas com esse nome, só podia ser o mesmo.
Depois de muito tempo, fui descobrir que realmente era o Pafu e mais uma vez a gente não se conheceu.

Muitos encontros e desencontros aconteceram.
E inacreditavelmente nós fomos nos conhecer pela internet. Precisei pesquisar sobre a banda Zumbi do Mato, a qual eu teria que fazer uma critica para a revista que cobria o Bizarre Festival.
Lá estava eu baixando toda a discografia da banda quando um sujeito apareceu me perguntando se era fã ou algo de gênero. Expliquei a minha situação com um pouco de descaso (afinal o que ele tinha a ver com isso?!),
foi quando ele me relatou sua experiência sendo holdie da banda no Bizarre.

Era exatamente o que eu estava precisando, um mentiroso virtual!Mas foi quando ele resolveu se identificar e aquele nome apareceu em caixa alta na minha tela: PAFUNCIO!!! MEU DEUS, veio novamente a minha cabeça, não é que era ele mesmo.

Marcamos um show do zumbi, e por incrível que pareça nos encontramos. A partir daí fiz duas inclusões na minha vida, Zumbi do Mato e Pafuncio, e hoje cá estou eu ,participando da sua feira.

sexta-feira, fevereiro 03, 2006

 

Um "cuper", uma cervejinha, um velho amigo e uma boa histroria

Hj depois de um "cuperzinho" na praia de Ipanema resolvi tomar um chopp pra recarregar o espirito. Foi durante o meu nectar que encontrei com um querido amigo, que já não vi a muito tempo.

Celsinho Gambiara.

...

Neste clima nostalgico, vou contar à vcs como conheci Celsinho.

...

Estava indo dar mais uma palestra, quando meu carro começou a tossir. Estava no meio do nada, perto de lugar algum, ou seja, trocando em miudos... tava na merda. Comecei a lembrar de filmes B de terror,ambientados em cenários similares, e quando menos percebi já temia pela minha vida.

Com o carro quebrado, sentado a mais de duas horas esperando, esperando... uma ajuda, seja la de quem fosse. (o lugar era tão terra de ninguem que meu celular não pegava).

Eis que de repente saindo de uma curva a uns 137 Km/h, vejo uma "picape" toda remendada, com um motor que roncava mais alto que rugido de leao nervoso. Para meu deleite e espanto a picape deu uma freiada brusca, deixando o registro de seus pneus no asfalto, e encostou para ajudar-me....

...Quase chorei ao ver uma Ruiva linda, com mais ou menos 1,80 m, corpo escultural, mais de um metro de perna, com longos cabelos cacheados e lindos olhos azuis... saindo do carona; a seu lado estava Celsinho, que pode ser melhor descrito como mais um na multidão, senao fosse por ter um olho de cada cor. (verde e azul)

Depois de dar uma rapida olhada no meu ex-veiculo motorizado, Celsinho decretou o óbito, do mesmo, as 17:32.
Gentilmente ele e sua prima gostosissima me ofereceram uma carona até a proxima cidade, de onde poderia alugar outro carro ou pegar um onibus. Durante a carona descobri que sua prima, Francisca, era solteira e que Celsinho estava prestes a desenvolver um motor que mudaria a historia da industria automobilistica para sempre.

Vc deve estar se perguntando, "Quem diz esse tipo de coisa pra um completo desconhecido?"
Todavia porem entretanto contudo, como já disse, estava no meio do nada e para se chegar à qq lugar vindo do nada, demora. Além do mais, a sua gostosissima prima me reconheceu, pois é assinante da Scientific American, que fez um artigo sobre a minha pessoa. (depois do meu "precioso").

Conversa vai conversa vem... consegui convencer Celsinho a apresentar o seu projeto (do novo motor) no meu lugar (ao inves da palestra), pois estava louco pra ficar a sós com Francisca. Quem não estaria?

...


Resumindo...

A Palestra improvisada de Celsinho foi um sucesso. Todos da industria automobilistica queriam saber quem era este Caipira que tinha inventado uma solução realmente alternativa, a partir de um motor já existente.
Meu tempo a sós com Chiquinha não poderia ter sido melhor. Nunca tinha visto tanta perna assim na minha vida.

Aparentemente, não sei como, pois não entendo nada de mecanica, Celsinho conseguiu converter o motor de seu trator, fazendo-o funcionar a base de gás metano. Que era provido, quase em escala industrial, por suas vacas. Este fato curioso por si só foi capaz de chamar a atenção da Mercedes, que viu grandes possibilidades de explorar esta tecnologia em sua terra natal. Já que eles são os maiores consumidores do mundo em materia de Chucrute e repolho.
Veja só qnanto potencial. Por essa nem eu esperava.

...

Então... assim foi como conheci Celsinho que se tornou um jovem milionário pouco depois da apresentação citada. Vendendo sua Patente a Montadora Alemã, por algo em torno de 100 Milhões de Euros.

Celsinho pode assim realizar o seu sonho de criança, ter uma "casa" em frente a praia.

Celsinho mora num humilde triplex em frente a praia, na Vieira Souto e Francisca tornou-se
Atriz (pornô).

This page is powered by Blogger. Isn't yours?




super annuation
super annuation Counter