sexta-feira, janeiro 27, 2006

 

Um continente, um reinado, Pafuncio e Zumbi do Mato continuação -.parte 2/3

...No aeroporto, cheirando a loira, mais uma vez, cansado e muito feliz...

Estava bebendo um "bloody Mary" esperando o voo quando tocou meu celular. Era meu agente/advogado, Hamilton Menescal.

"Nescal" (apelido carinhoso pelo qual chamo 'Miltinho) estava ofegante do outro lado da linha.
"'funcio, que porra é essa? Tú foi preso mermo rapa?"
"Não me ligou por que seu puto?"
"ah, a proposito, tudo bem meu velho?"

Com um grato sorriso, narrei a minha aventura mais uma vez.
...Entao Nescal tomou o tablado mais uma vez...


"Funcio, fiquei sabendo pelo pessoal do banco (BB) que o Zumbi do mato vai fazer uma turne, tocando em alguns festivais, ai no velho continente.
E o Cassio, roadie deles, pegou dengue, mais uma vez, e por isso não vai com a banda."
"O Lois pediu pra perguntar se vc topa ser o roadie deles? Se nao estiver ocupado é claro.

Eles vão tocar num tal de Bizarre festival, na alemanha, vão fazer um tour nao-oficial pelas embaixadas brasileiras e tocar em todo pé sujo que tenha como moeda corrente cerveja. Se habilita?"

Entao assim prolonguei a minha estada no velho continente.


...Não conheço palavras em Brasileiro capazes de expressar como foi o meu periodo com Zumbi. Mas como sou chato vou tentar assim mesmo.

Roma foi inesquecivel. O público delirou ao som de clássicos como "Potinho de Nhanha" , "Calendario 1999" e "A grande surda".

Lisboa, mesmo sendo terra de portugues, teve uma boa recepção. Embora em alguns instantes parecia que estavamos cantando em "Esperanto" pela cara do público.

Passamos tb por Paris, Praga, Vilna, Riga, Tegucigalpa, Dublin, Nicosia, (onde tenho um apto. Cursei meu doutorado em Biologia Marinha em grandes profundidades na capital do belissimo pais que é o Chipre. Me tornando especilista no assunto.), Moscou e por ultimo Berlim.

Sendo que nossa estada na Alemanha foi sem igual.
Lotamos todos os "botecos" (feito ridiculo, pois afinal alemao é conhecido por beber muito. Peço essa licença poética) e levamos o Bizarre festival ao àpice do delirio. Todos cantavam, com todo ar de seus pulmoes, verdadeiras obras poéticas como "Cavernaval", "Punk pra caralho", "Primo pobre do Kaussin" e o publico chorou a ouvir "Doente porem vivo" no bis.


Assim a alemanha e algumas capitais europeias foram conquistadas por Zumbi.


Devido ao sucesso sem precedentes, fomos convidados para tocar no Palácio da rainha Elizabeth e para ajudar numa questão de segurança nacional. Secreta claro.

Entao ainda bebado, cheirando a loira pela 47ª vez e com cerebro agora completamente dormente, fui a Londres.


...e a odisséia continuará...

Comments:
o incrível mundo de jan!
 
Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?




super annuation
super annuation Counter